Agências bancárias foram atacadas por criminosos em municípios no interior do Rio Grande do Sul

FONTE: O SUL

Três agências bancárias foram atacadas por criminosos na madrugada desta quinta-feira (08) no interior do Rio Grande do Sul. Os ataques ocorreram em Casca, na Região Norte do Estado, e em Joia, no Noroeste.

Em Joia, por volta das 3h, os ladrões foram surpreendidos por uma guarnição da BM (Brigada Militar) enquanto tentavam arrombar caixas eletrônicos de uma agência do Banrisul. Houve trova de tiros e os criminosos conseguiram fugir. Eles deixaram um explosivo não detonado dentro do banco. Não houve feridos.

No Centro de Casca, o ataque ocorreu por volta das 4h nas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Os bandidos chegaram a explodir alguns caixas eletrônicos. No entanto, com a chegada da BM, houve confronto com os policiais e os criminosos conseguiram fugir. Ninguém ficou ferido. Não há informações se alguma quantia foi levada dos bancos. Os casos seguem sendo investigados.

Posto bancário

Bandidos também agiram em Mato Castelhano, onde um posto de atendimento eletrônico do Banrisul foi alvo de uma quadrilha. Os criminosos colocaram explosivos no local, que não detonaram. Um caixa foi danificado. Ninguém foi preso.

Assaltantes presos

A partir de informações repassadas pela Polícia Civil, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) prendeu, no dia 24 de setembro, em Biguaçu (SC), um dos mais procurados assaltantes de bancos e carros-fortes do Rio Grande do Sul.

O criminoso, que estava em um Jeep Renegade, foi capturado na BR-101. Durante a abordagem policial, o assaltante, que se encontrava foragido desde 2017, tentou se passar por outra pessoa, apresentando um documento de um homem de aparência semelhante.

Segundo a Polícia Civil, Rafael de Oliveira Azambuja, conhecido como Rafael Seco, é considerado o líder da principal organização criminosa atuante em roubos a instituições financeiras e a transporte de valores no Rio Grande do Sul. A quadrilha comandada por ele foi desarticulada em maio, durante a Operação Império, desencadeada pela corporação no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.

Segundo o delegado da Polícia Civil João Paulo de Abreu, “a prisão de Rafael Seco é fruto da dedicação e do comprometimento dos agentes, que há muito tempo vem seguindo os passos do bandido pelo Estado do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e outros e, no caso, especialmente pela integração com a Polícia Rodoviária Federal, a qual recebeu informações decorrentes das investigações e assim efetivou a abordagem do veículo que o alvo estava tripulando”.

No dia 11 de setemrbo, um dos principais assaltantes de bancos e carros-fortes do Rio Grande do Sul, Cláudio Adriano Ribeiro, conhecido como Papagaio, foi preso novamente na madrugada do dia 11 deste mês em uma chácara no município de Agudos do Sul, no Paraná. O bandido estava foragido desde dezembro do ano passado, quando conseguiu progressão para o regime semiaberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.