Água em Porto Alegre é potável e segura para consumo, aponta Dmae.

FONTE G1//O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) confirmou a existência de floração de cianobactérias no Guaíba, junto à foz do Rio Gravataí, o que tem provocado diversas reclamações sobre o gosto e odor da água tratada em Porto Alegre. Mesmo assim, conforme a prefeitura, a água é potável e segura para consumo.

Foram feitas novas análises laboratoriais, conforme exigência do Ministério da Saúde, depois que mais de 80 reclamações foram registradas por conta de alterações no gosto e odor da água.

O Dmae informou ainda que iniciou a dosagem de carvão ativado no pré-tratamento da água para consumo humano. Esses insumos têm por objetivo amenizar as alterações percebidas principalmente nas zonas Norte e Centro da capital gaúcha.

A ocorrência de algas e cianobactérias no Guaíba ocorre com frequência no verão. No ano passado, a situação também foi registrada, em março.

Segundo o Dmae, a pouca chuva reduz o volume de água no manancial, e o menor volume diminui a turbulência, tornando a água mais límpida.

Porém, a maior limpidez permite também maior penetração dos raios solares, e as altas temperaturas favorecem o desenvolvimento dos microrganismos presentes na água.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.