Famosos batem boca no Instagram por causa da eleição

Alvo de vídeo fake na internet, Patrícia Pillar grava depoimento; Anitta responde a fãs e haters que a criticaram por não declarar seu voto. Veja aqui o que disseram os famosos durante a campanha eleitoral no País.

“O fato de eu ser feminista e fazer parte da comunidade LGBTQ+ não significa que sou obrigada a me posicionar politicamente nem a odiar pessoas que pensem diferente de mim”, declarou a cantora Anitta, respondendo a fãs e haters que a criticam por não declarar seu voto.

“Peço desculpas a todos os LGBTIs e mulheres que se sentiram ofendidos com meu vídeo. Mas ninguém à minha volta sentou comigo para mostrar que eu estava errada (…). Em quem devo votar?”, disse a socialite Narcisa Tamborindeguy, após apagar vídeo em que declarava apoio a Bolsonaro.

“#EleNão não tem a ver com política (só). Tem a ver com moral, com a liberdade de ser e de pensar, que eu espero que a minha filha tenha. E os filhos de todos vocês também. É por isso que #EleNão”, escreveu a atriz Deborah Secco, no Twitter, em campanha contra Bolsonaro.

Apoio

Com a proximidade das eleições, personalidades da TV, do cinema e da música começam a declarar apoio aos seus candidatos à Presidência da República. As redes sociais, ferramentas para divulgação das campanhas, tornaram-se o principal espaço para que famosos demonstrem suas afinidades com os presidenciáveis, e recebam a reciprocidade deles, que compartilham também em seus perfis online o voto de nomes ilustres.

Confira abaixo celebridades que anunciaram a sua intenção de voto publicamente:

Ex-esposa do presidenciável Ciro Gomes, Patricia Pillar continua a apoiar Gomes e declarou que vai votar nele. “Eu e o Ciro somos amigos e torço por ele”, afirmou a atriz. O candidato do PDT também arrebanhou o apoio de Caetano Veloso, Tico Santa Cruz e dos atores Chay Suede e Luisa Arraes, que usaram as redes para declarar publicamente o voto. Santa Cruz, aliás, convidou Ciro e Caetano para um vídeo ao vivo no Facebook, no qual cantaram a música Tempos Modernos, de Lulu Santos. Mais político que celebridade, Túlio Gadêlha, namorado de Fátima Bernardes, é filiado ao PDT, e candidato a deputado federal pelo partido. Logo, tem feito sua campanha lado a lado com a de Ciro.

O candidato escolhido por Luiz Inácio Lula da Silva como seu substituto na chapa liderada pelo PT, Fernando Haddad, já começou a angariar o apoio dos simpatizantes do ex-presidente. Caso da atriz Maria Ribeiro, que fez algumas postagens sobre o assunto na internet. “Eu queria o Lula livre e o Bolsonaro inteiro, pelo bem da democracia”, escreveu sobre o atentado sofrido pelo candidato do PSL. “No mais, acho que temos quatro candidatos bacanas, Ciro, Marina e Boulos, apesar de ser Haddad e Manuela com todo o meu coração.” A expectativa é que Haddad ainda conquiste ilustres apoiadores de Lula, como Chico Buarque, Martinho da Vila, José de Abreu e Fabio Assunção — nenhum deles se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Jair Bolsonaro conta com o apoio de nomes como o de Alexandre Frota, que é candidato à Câmara pelo PRB, e o sertanejo Gusttavo Lima, que defendeu a legalização do porte de armas ao declarar o voto no presidenciável. O cantor Amado Batista, que foi preso e torturado durante a ditadura militar, também votará em Bolsonaro e afirmou: “Prefiro a ditadura a essa anarquia que está hoje”. Também reforçam o time de personalidades que votam no candidato do PSL Zilu Camargo, a dupla Pepê e Neném, Andressa Urach, o cantor gospel Mattos Nascimento, o sertanejo Eduardo Costa e o pagodeiro Ferrugem.

Marina Silva (Rede) tem compartilhado nas redes sociais o apoio de celebridades como o ator Caio Blat, que já criticou os governos de Dilma Rousseff e posteriormente de Michel Temer, Marcos Palmeira que chegou a ser cotado para ocupar o cargo de vice na chapa de Marina, além dos atores Cássia Kiss e Marco Nanini. Recentemente, Maitê Proença, Marcelo Serrado e Baby do Brasil participaram de um evento de arrecadação para a campanha da candidata da Rede. Nos comentários de suas postagens, ainda são frequentes mensagens de apoio de Eriberto Leão e Bruno Gagliasso.

Guilherme Boulos lançou um manifesto em maio deste ano intitulado Vamos com Boulos, em que defende os direitos como “terra, teto, trabalho e liberdade” e em que apoia as causas raciais, feministas, LGBTs e indígenas. Alguns artistas, representantes religiosos e atletas assinaram o texto. Entre eles estão Wagner Moura, Paula Lavigne, Sonia Braga, Alinne Moraes, Letícia Sabatella, Paulo Betti, Bruno Mazzeo, Gregório Duvivier, Monica Iozzi, Laerte Coutinho, Céu, Paula Burlamaqui, Paulinho Moska, Maria Clara Spinelli e Marcelo Jeneci.

Fonte: O SUl

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.