“Faremos do jogo uma guerra”, avisa presidente do Brasil de Pelotas

FONTE CORREIO DO POVO//O presidente do Brasil de Pelotas, Ricardo Fonseca, manteve o discurso do técnico Clemer e acredita que a arbitragem teve influência direta na goleada de 4 a 0 sofrida para o Grêmio. Na avaliação do dirigente, o Tricolor não precisaria de “ajuda” para vencer o primeiro jogo na Arena.

“Infelizmente, a arbitragem influenciou no resultado. Estávamos bem na competição, bem no jogo, mas a arbitragem acabou atrapalhando tudo. O Grêmio não precisa disso aí. O Grêmio poderia muito bem chegar a Pelotas e vencer ou ganhar aqui, fazendo um jogo igual”, disse Fonseca. “Eles sabem que é difícil jogar lá embaixo (Zona Sul do Estado) e tentaram fazer de tudo para que o Grêmio ganhasse com um placar elástico, até para que o caldeirão não fervesse tanto, mas já aviso: vai ferver igual. Faremos do jogo uma guerra”, acrescentou.

Fonseca argumentou ainda que o primeiro cartão dado ao lateral Éder Sciola, lance em que o jogador coloca a mão na bola, foi injusto. “Ele deu a primeira advertência, que não foi, e, com a expulsão, se complicou. Agora temos que fazer um belo jogo no Bento Freitas para terminar a competição com honra, com uma vitória”, destacou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.