Homem preso por morte de cunhada em Cachoeirinha confessa crime, diz delegado

Preso por suspeita da morte da cunhada, Evandro Ferreira confessou o crime durante depoimento nesta segunda-feira (24), em Cruz Alta, Noroeste do estado, onde ele foi localizado e preso pela polícia, no último dia 15. A informação foi confirmada ao G1 pelo delegado que investiga o caso, Leonel Baldasso. “Eles tinham um caso, tiveram uma desavença, e ele a matou no andar de baixo da residência”, disse.

Ele e a cunhada, Elaine Silva da Silva, foram considerados desaparecidos na manhã do dia 11 de setembro, depois que a mulher não apareceu no trabalho. Dois dias depois, o corpo de Elaine foi encontrado em um matagal de Gravataí. Evandro foi considerado o suspeito. No dia 15, ele foi encontrado, em um hotel de Cruz Alta, usando nome falso.

Algumas diligências ainda serão feitas para esclarecer detalhes, conforme o delegado, e o inquérito deve ser remetido ao Judiciário na próxima sexta-feira (28). Evandro responderá por homicídio qualificado por motivo torpe, feminicídio e ocultação de cadáver.

Segundo Baldasso, os policiais da 1ª Delegacia de Cachoeirinha acompanharam o depoimento de Evandro. Ele explicou que matou Elaine por asfixia, colocou o corpo no porta-malas e seguiu da residência rumo a um motel, em Gravataí, informação que a polícia já havia divulgado. Imagens de câmeras de segurança mostram o homem saindo de casa, sozinho, no carro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.