Justiça decreta prisão preventiva de homem por atropelamento e morte de mulher em Porto Alegre

FONTE G1//O motorista que atropelou e matou uma mulher na tarde de segunda-feira (2), em Porto Alegre, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça na madrugada desta terça-feira (3). Fábio José Volpato Ferreira havia sido preso em flagrante e encaminhado para a Cadeia Pública.

Na decisão, a juíza de direito Andréia Nebenzahl de Oliveira cita que o fato é “extremamente grave”. Fábio apresentou graduação alcóolica de 1.65 miligrama e não tinha carteira de motorista, segundo a Polícia Civil. Em depoimento, ele ficou em silêncio.

A vítima foi identificada como Maria Aparecida Barboza, de 67 anos. Outras duas pessoas ficaram feridas. Uma mulher de 42 anos, que apresentava boa recuperação no Hospital de Pronto-Socorro, segundo a Secretaria de Saúde, e um homem, de 43, que foi hospitalizado mas já ganhou alta.

De acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), o condutor teria perdido o controle do veículo. A frente do caminhão ficou destruída e um poste da via quebrou em duas partes. A rua ficou sem luz até o fim da noite.

“É errado. Todo mundo erra. Compliquei a vida de muitas pessoas”, admitiu Fabio José Volpato Ferreira, que conduzia o caminhão.

O dono da transportadora diz que o homem trabalhava como ajudante de mudança e não tinha autorização para dirigir o caminhão. “O rapaz trabalhava pra mim e fez isso aí tudo, essa lambança”, lamenta Max Solon.

O delegado Cassiano Cabral, da 3ª Delegacia de Homicídios de Porto Alegre, que efetuou o flagrante, explica que a investigação passará para a Delegacia de Homicídios de Trânsito, que realizará o indiciamento no prazo legal de 10 dias, a partir da prisão.

“No momento em que ele assumiu essa direção ele assumiu esse risco. Por isso ele está sendo autuado por dolo eventual, por homicídio e também nas lesões corporais, além do crime de embriaguês e por dirigir sem habilitação”, justifica o policial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.