Lula fecha roteiro de caravana pela Região Sul a partir de março para defender sua candidatura.

FONTE O SUL//Lula fecha roteiro de caravana pela Região Sul a partir de março para defender sua candidatura

O petista vai largar da cidade de São Borja, onde está o túmulo de Getúlio Vargas, o “pai dos pobres”. (Foto: Reprodução)
21 de janeiro de 2018 Capa – Caderno 1, Política, Política
Às vésperas do julgamento que pode selar o destino de Lula nas eleições deste ano, o PT fechou roteiro de nova caravana para o ex-presidente, desta vez na região Sul. O périplo começará em março e será carregado de simbolismos. O petista vai largar da cidade de São Borja, onde está o túmulo de Getúlio Vargas, o “pai dos pobres”. Fará atos pelo interior em municípios que têm foco na agricultura familiar e encerrará em Curitiba, berço da Operação Lava-Jato, na Boca Maldita.

Na passagem pelos três Estados da região, o PT pretende realizar um encontro de Lula com José Mujica, ex-presidente do Uruguai. Aliados de Lula têm dito, em análises sobre o cenário da disputa presidencial, que não veem chances de um outro nome de centro despontar como opção ao governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP).

Temer quer Lula absolvido

A poucos dias do julgamento do recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para a próxima quarta-feira, em Porto Alegre, o presidente Michel Temer afirmou que será melhor para o país se o petista não for impedido pela Justiça de sair candidato às eleições presidenciais neste ano. Para ele, é melhor que Lula perca nas urnas e não saia como vítima.

“Agora, acho que se o Lula participar, será uma coisa democrática, o povo vai dizer se quer ou não. Convenhamos, se fosse derrotado politicamente, é melhor do que ser derrotado (na Justiça) porque foi vitimizado. A vitimização não é boa para o país e para um ex-presidente. Faço isso com todas as ressalvas, para não parecer que estou interferindo”, afirmou, em entrevista concedida ao jornal Folha de S.Paulo.

Pixuleco

O Pixuleco, boneco inflável representando o ex-presidente em um uniforme de presidiário, foi inflado na porta do apartamento do petista em São Bernardo do Campo. O grupo exigia a prisão do petista, que será julgado na próxima quarta-feira. Ele recorre contra a condenação, pelo juiz Sérgio Moro, a nove anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso envolvendo um triplex no Guarujá.

Um vídeo gravado pelo secretário do setorial sindical do PT, Paulo Cayres, mostra o boneco de 13 metros de altura sendo inflado. No vídeo, Cayres xinga os manifestantes e conclama a militância petista a ir retirar o boneco da porta do apartamento de Lula. “Esse balão não vai ficar aqui. Todo mundo tem que vir para cá. Vamos ter que tirar hoje, senão eles vão permanecer aqui”, diz. A Polícia Militar já monitorava o ato.

Pouco depois do apelo do petista, dezenas de militantes ligados ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Teto chegaram ao local, mas não havia mais nenhum manifestante anti-Lula lá e o boneco já tinha sido retirado. Os militantes, convocados por Guilherme Boulos, líder do MTST, cantavam “pisa ligeiro, pisa ligeiro, quem não pode com formiga não atiça o formigueiro”, uma música de protesto tradicionalmente usada por grupos de esquerda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *