Moradores de Nova Petrópolis questionam projeto de nova rodoviária

FONTE CORREIO DO POVO//A Prefeitura de Nova Petrópolis, onde a estação rodoviária foi fechada em 2014, planeja construir novo terminal, na esquina das ruas Coronel Alfredo Steglich e Dom Pedro II, na parte superior da praça Adolfo Haas. No entanto, moradores se manifestam contra a proposta. A administração pretende realizar audiência pública para apresentação do projeto técnico à comunidade.

Conforme a professora Rosmary Fritzen, do Movimento Amigos da Praça dos Brinquedos, o espaço é o único no Centro com infraestrutura de lazer para as famílias. “É o local mais democrático do nosso município e querem transformar esse espaço, que reúne crianças, pais e idosos, em terminal rodoviário. É uma pena destruir um patrimônio tão lindo, um cartão-postal de Nova Petrópolis”, lamenta.

O grupo organiza abaixo-assinado, com mais de 1,3 mil nomes, e vai promover abraço simbólico à praça no dia 24. Além disso, a assessoria jurídica do movimento estuda a possibilidade de criar projeto de lei que proteja os espaços de lazer do município. Rosmary diz que a obra também vai trazer prejuízos ao comércio. “Entendemos a pressa do Executivo em resolver a questão, mas não houve diálogo para saber o que a comunidade pensa”, afirma.

Com o fechamento da rodoviária, após as licitações não apresentarem interessados, a prefeitura firmou acordo com taxistas, empresários, comerciantes, empresas de ônibus e cooperativas para o pagamento do aluguel do prédio, de R$ 12,9 mil mensais. No local da estação, passou a funcionar um terminal. Porém, a administração alega que alguns colaboradores deixaram de contribuir e isso aumentou sua parte na divisão. O município paga R$ 9 mil mensais pela locação e, desde o início do contrato, utilizou R$ 216 mil em recursos livres. Com isso, o Executivo iniciou os estudos para construir o espaço próprio, com custo estimado em R$ 230 mil.

O terminal projeta ocupar 90 metros quadrados da área da praça Adolfo Haas e terá local de espera coberto, seis boxes de ônibus e vagas para táxi e embarque e desembarque. O projeto prevê construção em estilo germânico e instalação de painel com os horários dos ônibus. Segundo a administração, a obra está prevista para ficar 29 metros distante da Pracinha dos Brinquedos. Também deve haver cercamento desta e a instalação de câmeras de monitoramento no entorno da praça. “Com um prédio próprio, deixamos de pagar aluguel. A Pracinha dos Brinquedos não será comprometida. Pelo contrário, receberá melhorias em virtude da obra”, diz o prefeito Regis Luiz Hahn.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *