Número de mortes causadas por gripe aumenta no RS e já chega a 44, segundo Secretaria de Saúde

O Rio Grande do Sul teve outras 12 mortes causadas por gripe entre os dias 21 e 28 deste mês, conforme boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta segunda-feira (30). São 44 vítimas confirmadas. O último boletim informava 32 mortes. No início de julho, eram 14. O número total de casos confirmados da doença chega a 385, mais do que o anterior, 302.

Tipo de gripe Casos Mortes
Influenza A (H1N1) 223 32
Influenza A (H3N2) 104 6
Influenza A não subtipado 26 3
Influenza B 32 3
Fonte: Secretaria Estadual de Saúde
Conforme a Secretaria de Saúde, em 2017 o predomínio foi do influenza A (H3N2), que ultrapassou o padrão de circulação dos anos de 2014 e 2015. Em 2018, com mais de 30 casos, é o tipo A (H3N2) que mais tem sido notificado. Ainda de acordo com a pasta, o padrão está dentro do esperado e os números estão abaixo de anos anteriores.

Número de mortes por cidade
Caxias do Sul – 7
Porto Alegre – 5
Canoas – 3
Passo Fundo – 3
Canela – 2
Flores da Cunha – 2
Tramandaí – 2
Antônio Prado – 1
Balneário Pinhal – 1
Cahoeira do Sul – 1
Carazinho -1
Charqueadas – 1
Farroupilha – 1
Gramado – 1
Guaíba – 1
Lajeado – 1
Nova Petrópolis – 1
Novo Hamburgo – 1
Parobé – 1
Roca Sales – 1
São Leopoldo – 1
São Marcos – 1
Sapiranga -1
Taquara – 1
Terra de Areia – 1
Tupanciretã – 1
Vera Cruz – 1
O número de óbitos na comparação com o mesmo período do ano passado teve pouca alteração: de 45 em 2017 para 44, este ano.

Em relação a idade, a Secretaria informa que 73,2% dos casos confirmados da doença ocorreram em menores de 10 anos e maiores de 50. Dos 385 casos de influenza, 69 relataram ter recebido a vacina em 2018.

As autoridades ressaltam que a vacina contra gripe é segura, pois é produzida por vírus mortos e fragmentados, ou seja, não há o risco de causar gripe nas pessoas. Ela protege contra três tipos de gripe – Influenza A (H1N1), A (H3N2) e B. Mesmo quem tomou nos anos anteriores, precisa renovar a dose.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.