O atacante Neymar disse que o seu choro após a vitória sobre a Costa Rica no Mundial foi de alegria e superação

FONTE: O SUL

Autor do segundo gol da Seleção Brasileira na vitória de 2 a 0 sobre a Costa Rica, nesta sexta-feira, pela segunda rodada do Mundial disputado na Rússia, o atacante Neymar se ajoelhou no gramado da Arena Zenit, em São Petesburgo, após o apito final. E chorou. Segundo ele, lágrimas de alegria e superação.

Em seguida, ele aproveitou para desabafar nas redes sociais. “Nem todos sabem o que passei para chegar até aqui. Falar, até papagaio fala. Agora, fazer…”, disse o craque do PSG (Paris Saint-Germain) em sua conta oficial no Instagram.

“Na minha vida, as coisas nunca foram fáceis, e não seria agora, né? O sonho continua. Sonho não: objetivo”, completou o jogador de 26 anos.

O camisa 10 havia sido alvo de críticas após o empate com a Suíça, no domingo passado, especialmente por não ter rendido o esperado pela torcida e por parte da imprensa esportiva. E também por ter entrado em campo com um penteado novo.

Com o gol marcado contra a Costa Rica, Neymar juntou-se a Romário (1987-2005) como o quarto maior artilheiro com a camisa da Seleção Brasileira. Ambos marcaram 56 gols em jogos de equipe profissional verde-e-amarela. O ranking é liderado por Pelé (1958-1970), com 95 gols marcados.

Colegas

Depois da partida com a Costa Rica, o zagueiro Thiago Silva disse que a equipe adversária mostrou qualidade e conseguiu anular as principais jogadas brasileiras, mas a Seleção acreditou na vitória até o fim.

“Ficamos preocupados em um momento do jogo, sim. A gente martelava, mas a bola não entrava, o gol não saía. Ficou aquele sentimento de que hoje não seria o dia, mas a gente não deixou de acreditar. Mesmo depois do pênalti anulado, a gente não deixou de querer o jogo e foi premiado quem quis mais jogar”, comentou o capitão do time.

Outro estaque do jogo foi o atacante Philippe Coutinho, eleito mais uma vez o melhor em campo, segundo os internautas que acompanham as redes sociais da Fifa (Federação Internacional de Futebol). Artilheiro da Seleção com dois gols (um em cada rodada), ele acredita que o mais importante foi a vitória do time brasileiro, que agora soma quatro pontos no Mundial.

“Foi uma emoção muito grande. O jogo foi muito difícil. Desde o primeiro minuto tentando, buscando os chutes de fora da área. No final fomos premiados pela atuação do grupo, todo mundo correu, se dedicou e merecemos a vitória”, declarou o atleta do Barcelona (Espanha).

Aliviado após a vitória brasileira, o atacante Gabriel Jesus, do Manchester City (Inglaterra), destaca que os adversários têm se fechado para enfrentar a nossa Seleção: “Não está sendo fácil para ninguém. Hoje foi de parar o coração, na raça, do jeito brasileiro, mas ninguém gosta de passar essa tensão toda. Com a nossa força de vontade, espírito de vencedores, nós conseguimos. Uma hora a gente sabia que a bola ia entrar, mas não imaginava que seria aos 90 minutos”.

Ele aproveitou para pedir apoio da torcida: “Tem que apoiar, acima de tudo. Crítica, a gente já tem demais. Convivemos com isso em todas as profissões e, aqui, todos nós aqui sabemos do orgulho e da responsabilidade que é carregar essa camisa. O pessoal tem que apoiar mais os jogadores”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.