Operação apreende armas e munição perto da Arena do Grêmio durante a final da Recopa em Porto Alegre.

FONTE G1//Uma operação apreendeu um carregamento de armas perto da Arena do Grêmio em Porto Alegre, onde na quarta-feira (21) à noite ocorria a final da Recopa. A Polícia Civil diz que é a maior apreensão de armas da corporação neste ano.

Pistolas novas e ainda lacradas, com identificação de origem turca, e mais de duas mil munições foram recolhidas. Ao todo, foram 13 armas de calibre 9mm. Conforme a investigação, o plano dos criminosos era aproveitar a mobilização de segurança formada em torno do estádio em função do jogo para fazer a entrega do arsenal.

Segundo a polícia, a apreensão impediu o plano de uma facção, que tem base na Vila Bom Jesus, na Zona Leste, de realizar mais um confronto com integrantes de um grupo rival, que atualmente comanda o tráfico de drogas no bairro Humaitá, na Zona Norte.

Duas mulheres foram presas com o carregamento. Era mãe e filha, de 30 e 48 anos. Elas não têm antecedentes.

A interceptação ocorreu a cerca de um quilômetro da Arena do Grêmio. O plano era transportar a grande quantidade de armas durante o intervalo do jogo para não chamar atenção.

“Após o jogo iriam provavelmente armar os criminosos e fazer a tomada dos pontos de tráfico da Zona Norte. Poderíamos ter uma noite de muitos homicídios, ataques e confrontos”, afirma o diretor de investigações do Departamento Estadual do Narcotráfico (Denarc), delegado Mario Souza.

As armas estavam embaladas uma a uma e acondicionadas com cera veicular dentro de uma mala de viagem. A investigação, que começou a monitorar essa entrega há dois meses, continua para tentar prender quem forneceu e quem receberia as armas.

As duas mulheres foram autuadas por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *