Polícia apreende adolescente que confessou homicídio em frente a uma escola de samba em Porto Alegre

Em diligências na Zona Sul de Porto Alegre para apurar o homicídio de um homem de 27 anos ocorrido na madrugada de sábado (13), em frente à escola de samba Academia de Samba Praiana, na avenida Padre Cacique, a Polícia Civil apreendeu, na segunda-feira (15), um adolescente de 16 anos que confessou participação no crime. As informações foram divulgadas na manhã desta terça-feira (16).

Na ação, realizada pela 6ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa na Vila Gaúcha, também foram apreendidas uma arma de uso restrito, 52 munições calibre 9 milímetros, porções de cocaína e crack. “Nessa segunda-feira, policiais civis diligenciaram até uma localidade conhecida como Buraco Quente, na Vila Gaúcha, na Zona Sul da Capital, a fim de averiguar denúncias recebidas acerca do paradeiro da arma utilizada no homicídio”, relatou a delegada Elisa Souza.

Durante a operação, uma pistola calibre 9 milímetros, com numeração raspada e com carregador estendido foi encontrada com o adolescente de 16 anos. “O jovem é suspeito de ser um dos executores da vítima. Em seu depoimento, ele confirmou sua participação fato”, acrescentou Elisa. O adolescente foi apresentado no Deca (Departamento Estadual da Criança e do Adolescente) para lavratura do auto de apreensão em flagrante.

A delegada ainda ressaltou que o calibre da arma apreendida coincide com os diversos estojos localizados no local onde ocorreu o homicídio. O segundo indivíduo suspeito de participar do crime já foi identificado pela Polícia Civil. “As imagens das câmeras de monitoramento que existem na localidade estão sendo analisadas, bem como estão sendo ouvidas diversas testemunhas e familiares, bem como perícias já foram solicitadas”, concluiu a delegada.

A vítima foi identificada como David dos Santos Promocena. Ele foi alvejado quando entrou em um táxi acompanhado de outros dois homens, por volta das 4h de sábado, após sair de uma festa na escola de samba. Houve correria no local. Ninguém mais ficou ferido. A polícia suspeita que o crime tenha ligação com o tráfico de drogas.

O diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, delegado Paulo Grillo, enalteceu “a agilidade e eficiência dos policiais civis que, em menos de 48 horas, identificaram os autores, localizaram a possível arma usada no crime e efetuaram a apreensão em flagrante do adolescente envolvido”.

Nota

A assessoria da Praiana divulgou uma nota sobre o ocorrido informando que tratava-se de um “evento privado”, que não foi promovido pela escola. A agremiação alugou a quadra para a festa. “Gostaríamos de deixar todos os integrantes, admiradores e público carnavalesco e em geral, certos de que nossa escola não será denegrida e nem o carnaval banalizado por um fato isolado. Seguimos com a agenda de eventos devidamente sendo cumprida”, diz o texto.

Fonte: O SUL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.