Senador Alvaro Dias diz que provocação motivou o ataque a tiros à caravana de Lula no Paraná

FONTE CORREIO DO POVO//O senador paranaense Alvaro Dias, pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, afirmou que o ataque a tiros à caravana do ex-presidente Lula no Paraná, na semana passada, pode ter sido “encenado” e que a violência ocorreu porque “houve provocação” do petista. “O ex-presidente não está em campanha. É um condenado à prisão. Está afrontando a legalidade democrática”, disse em entrevista à TV Folha.

“Precisamos aguardar a conclusão das investigações. Podem ser duas alternativas: um atentado ou uma encenação. Essa é uma cogitação, e nenhuma hipótese pode ser descartada. A investigação é que vai concluir. Da nossa parte, não podemos compactuar com a violência. Mas também cabe combater a provocação. Houve a violência porque houve provocação. O ex-presidente [Lula] não está em campanha. É um condenado à prisão. Está afrontando a legalidade democrática. E, com isso, irresponsavelmente, ele está provocando violência”, declarou o senador.

“Uma reação que tem provavelmente a mesma proporção da provocação. Eu condeno as duas coisas. Não sei que mão puxou esse gatilho. Primeiro é preciso concluir a investigação”, prosseguiu.

Sobre as trocas de partido que realizou, Alvaro disse: “Mudei de sigla [o Podemos é o oitavo partido do senador] para não mudar de lado. As razões são as mais diversas, como a contestação do sistema. O Podemos é um movimento que está sendo construído, e vamos depender daqueles que aderirem. O partido quer fazer a leitura correta das prioridades da população. Não posso afirmar hoje que o Podemos está caminhando para se constituir um partido programático. Mas é a minha última esperança”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.