A aplicação de uma dose de reforço da vacina anticovid da Pfizer/BioNTech para pessoas acima de 70 anos que receberam a segunda dose há mais de seis meses vai beneficiar principalmente aqueles que tomaram Coronavac no início da campanha. Segundo Renato Kfouri, membro da diretoria da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações) e da Câmara Técnica do PNI (Programa Nacional de Imunizações), cerca de 70% dos idosos elegíveis para a dose de reforço receberam Coronavac. Outros 30% tomaram Astrazeneca. O médico afirma que a vacina estará disponível para “todos acima de 70 anos que tomaram a segunda dose há mais de seis meses, independentemente da vacina que receberam”.

FONTE: CORREIO DO POVO

aplicação de uma dose de reforço da vacina anticovid da Pfizer/BioNTech para pessoas acima de 70 anos que receberam a segunda dose há mais de seis meses vai beneficiar principalmente aqueles que tomaram Coronavac no início da campanha.

Segundo Renato Kfouri, membro da diretoria da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações) e da Câmara Técnica do PNI (Programa Nacional de Imunizações), cerca de 70% dos idosos elegíveis para a dose de reforço receberam Coronavac. Outros 30% tomaram Astrazeneca.

O médico afirma que a vacina estará disponível para “todos acima de 70 anos que tomaram a segunda dose há mais de seis meses, independentemente da vacina que receberam”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.