Banrisul obteve lucro recorde em 2017.

FONTE CORREIO DO POVO//Com R$ 1,053 bilhão, o Banrisul obteve o maior lucro líquido de sua história no ano passado. O número, que supera em 59,6% o de 2016 (R$ 659,7 milhões), foi apresentado em um balanço da instituição pelo presidente Luiz Gonzaga Veras Mota, que também descartou a possibilidade de privatização do banco. Ele disse ainda que a operação de venda de ações, por enquanto suspensa, deve ter definições nos próximos dias. Durante a apresentação dos dados, no salão nobre do banco, o governador José Ivo Sartori descerrou placa comemorativa ao recorde conquistado.

“A operação de venda de ações continua suspensa. Nos próximos dias, vamos esperar uma decisão do controlador para ver se ele vai continuar com essa operação ou desistir, mas não está definido, ainda está em estudo”, comentou Mota.

De acordo com ele, há uma série de variáveis que influenciam a operação, como preço das ações e renegociação da dívida com a União. “Essa é uma decisão que está sendo amadurecida e que vai ter alguma resposta nos próximos dias”, completou.

Entre os dados apresentados, destaca-se também o lucro recorrente, que, com R$ 911,6 milhões, superou em 39,8% o de 2016. Já os ativos totais do Banrisul alcançaram saldo de R$ 73,3 bilhões em dezembro de 2017, o que significa uma expansão de 6,2% na comparação com o ano anterior. Os ativos de crédito, por sua vez, chegaram a R$ 31,9 milhões no mesmo período, com aumento de 2,2% nos 12 meses. As operações de crédito foram ampliadas em 3,4% nos 12 meses.

Para o presidente do Banrisul, o desempenho é um reflexo da estabilidade da margem financeira, do menor fluxo de despesas e do crescimento das receitas de tarifas e serviços. “A forte receita dos serviços e a forte contenção das despesas, considerando a criação do plano de aposentadoria voluntária e a diminuição da folha de pagamento, deu resultados”, avaliou.

“Eu considero participar desse momento uma satisfação pessoal, que celebra um resultado muito positivo”, disse o governador José Ivo Sartori. De acordo com ele, os números simbolizam uma marca histórica, que reafirma a busca do Estado em ter um banco moderno, sustentável e eficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.