Cultura do milho segue afetada pelo déficit hídrico no Rio Grande do Sul

FONTE: O SUL

A cultura do milho segue afetada pelo déficit hídrico no Rio Grande do Sul. De acordo com o Informativo Conjuntural divulgado na quinta-feira (06) pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, mais da metade das lavouras estão nas fases de enchimento de grãos (24%) e em maturação (27%).

Outras 13% estão em fase de floração e 23% em germinação e desenvolvimento vegetativo. Ao mesmo tempo em que 6% da área total estimada com a cultura no Estado ainda não foi semeada, 13% já foi colhido.

Ainda em virtude da falta de umidade do solo, os produtores não avançam com o plantio de soja no Estado, faltando também 6% da área total estimada a ser plantada. Estima-se que 76% das lavouras encontrem-se em germinação, 22% em floração e que em 2% delas inicie o enchimento de grãos.

As lavouras de arroz no Rio Grande do Sul seguem se desenvolvendo: 20% da cultura está em fase de floração, 2% em enchimento de grãos e 78% em germinação e desenvolvimento vegetativo. O plantio atinge 99% da área total estimada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.