Defesa de Donald Trump pede rejeição rápida do pedido de impeachment no Senado dos EUA

FONTE: O SUL

A defesa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apresentou na segunda-feira (20) os primeiros argumentos contra as denúncias que motivaram o pedido de impeachment aprovado pela Câmara no fim de 2019. O julgamento do processo começa nesta terça-feira (21) no Senado, que é dominado por republicanos.

No documento de 110 páginas, os advogados que representam o líder republicano pedem que os senadores “rejeitem rapidamente” as acusações e o absolvam. Eles defendem que, se o afastamento de Trump for aprovado, os congressistas “enfraquecerão a presidência” ao depor um mandatário por questões de rivalidade política entre os dois principais partidos americanos.

Os chamados “artigos de impeachment”, dispositivos similares a uma denúncia penal, foram aprovados na Câmara sem que nenhum deputado republicano votasse a favor deles – o resultado só foi possível por causa da maioria democrata na Casa. O cenário agora se inverte: 53 dos cem senadores são do partido de Trump.

O documento apresentado na segunda é a primeira participação formal do presidente no processo e dá os elementos da estratégia que sua equipe usará para combater as denúncias. Enquanto o impeachment tramitava na Câmara, a Casa Branca se recusou a participar de audiências e impediu que funcionários prestassem depoimentos.

Trump é acusado de usar o cargo para pressionar o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, a reabrir uma investigação sobre os negócios de um filho do ex-vice-presidente Joe Biden – o democrata é pré-candidato à eleição presidencial deste ano.

Ele teria condicionado o envio de um pacote de ajuda militar de US$ 391 milhões ao recebimento de informações que comprometessem o rival.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.