Em casa e no mercado: as opções coloradas para substituir Paolo Guerrero

FONTE: O SUL
Com a lesão de Paolo Guerrero, o colorado agora precisará se reinventar para encontrar um substituto no ataque de Eduardo Coudet . O artilheiro da equipe rompeu os ligamentos do joelho direito e está fora da temporada. Com isso, com pouco dinheiro em caixa, o clube precisará encontrar uma maneira de substituir aquele que foi responsável por mais da metade dos gols colorados até aqui.

Yuri Alberto e Willian Pottker são dois nomes que já estão na casa. O primeiro, recém-chegado, com 19 anos, e destacado por muitos como uma futura promessa. Mas segundo Eduardo Coudet, o atleta precisa de um pouco mais de experiência e entrosamento com os colegas. Por suas características de centroavante, Yuri Alberto era cogitado até para fazer dupla com Guerrero. Já Pottker, muito elogiado por Coudet, apesar de não ter as mesmas características que o peruano, sai ganhando pelo preparo físico e por já conhecer o trabalho da comissão técnica.

Todavia, o colorado deve ir ao mercado buscar uma reposição. Na segunda-feira (17), o primeiro nome a surgir na mídia foi o de Luiz Adriano, campeão do mundo com o Inter em 2006. O pai e o irmão do atleta chegaram a se manifestar nas redes sociais, pedindo ao presidente colorado, Marcelo Medeiros, que entrasse em contato com o atacante. No entanto, em entrevista à Rádio Grenal, Medeiros explicou que conversou com o empresário do atleta, mas que Luiz Adriano não possui interesse em sair do Verdão.

Outro conhecido do colorado, Alexandre Pato, também foi solicitado pela torcida. O atacante hoje é reserva do São Paulo e não participou de nenhum jogo no Brasileirão com a camisa tricolor. No entanto, Pato não seria um negócio tão viável assim, pois já jogou pelo tricolor paulista na fase de grupos da Libertadores. Com isso, o Inter só poderia utilizá-lo na fase de mata-mata da competição.

Quem está disponível no mercado é Ricardo Oliveira. O veterano de 40 anos está sem contrato no momento, mas conforme apurou a equipe da Rádio Grenal, não passa pela cabeça da diretoria a contratação do atleta. Outro veterano sem clube é o atacante Marco Ruben. No entanto, o jogador está fazendo uma pausa dos gramados, decidiu que não atuará mais em 2020, e já sinalizou que não possui interesse de interromper essa parada.

Por fim, surgem nomes de atletas que já possuem clubes. Cléber, do Ceará, Pedro Raul, do Botafogo, e Evanilson, do Fluminense. Porém, os três, além de estarem atuando em seus clubes, possuem multas rescisórias muito altas, e o colorado não possui tanto caixa assim disponível. Na mesma entrevista à Rádio Grenal, Marcelo Medeiros destacou que o colorado precisará de criatividade para superar esse momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.