Em São Leopoldo, falha em refrigerador pode inutilizar 4 mil e 500 doses de vacina contra o coronavírus

FONTE: O SUL

Nesta quarta-feira (30), a prefeitura de São Leopoldo (Vale do Sinos) informou ter constatado falha técnica em um dos novos refrigeradores onde eram armazenadas vacinas contra o coronavírus. O problema ocorreu no domingo (27) e causou alteração na temperatura do equipamento, adquirido em abril. Não está descartada a possibilidade de perda de 4,5 mil doses.

“De imediato, a Semsad notificou a Vigilância Estadual de Saúde do fato ocorrido, solicitando a análise do estoque sobre sua utilização ou reposição”, explica a nota assinada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsad), acrescentando que:

“O Estado faz a averiguação junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária [Anvisa] e aos fabricantes se os imunizantes podem ter sofrido alguma alteração. Enquanto isso, essa parcela do estoque ficará bloqueada para uso na Vigilância em Saúde”.

A administração municipal solicitou imediatamente que a empresa fornecedora do refrigerador providencie a averiguação da falha e o devido reparo. Um relatório técnico realizado durante a manhã desta quarta-feira (30) indica uma oscilação de temperatura entre as 17h40min de domingo e as 8h de segunda-feira.

Segundo a empresa, houve de fato um problema técnico com um dos refrigeradores, com a queima do “no-break” e alteração na regulagem térmica. Acrescentou que o equipamento possui alarme para alterações desse tipo e um sistema de notificação que envia alerta à equipe por meio de mensagem de telefone celular – o que acabou não ocorrendo, por falha técnica.

O esclarecimento divulgado pela prefeitura prossegue com a garantia de que estão sendo tomadas todas as medidas cabíveis no que se refere à situação.

“Para além da manutenção, obrigatória pela cláusula de garantia do equipamento, será movida uma ação judicial caso se efetivem danos aos cofres públicos e à população de São Leopoldo”, ressalta. “Por fim, cabe destacar que seguimos com a campanha de vacinação de acordo com as doses disponíveis.”

Situação da pandemia na cidade

São Leopoldo registrou nesta quarta-feira 37 novos testes positivos e mais quatro óbitos causados pelo coronavírus, ampliando assim para 28.292 o número de casos da doença na cidade, com 670 vítimas. Os óbitos mais recentes aconteceram entre os dias 26 e 30 de junho e abrangem duas mulheres e dois homens. São eles:

– Uma mulher de 50 anos, moradora do bairro Duque de Caxias e que faleceu em 30 de junho no Hospital São Camilo, em Esteio;

– Outra de 35 anos, moradora do bairro Scharlau e que teve o óbito constatado em 26 de junho no Hospital Centenário;

– Um homem de 58 anos, morador do bairro São Miguel e que morreu em 29 de junho;

– Outro de 48 anos, residente no bairro Scharlau e que sucumbiu à covid na mesma data, no Hospital Centenário.

A Secretaria da Saúde informa, ainda, que 27.312 pessoas estão recuperadas, 310 permanecem com o vírus ativo e outras 230 são consideradas casos suspeitos, no aguardo do resultado de exames.

A área reservada para pacientes de covid no Hospital Centenário está com 53 internados, 20 deles em leitos de UTI, o que representa 90% de ocupação na área de terapia intensiva. Os dados podem ser conferidos diariamente em saoleopoldo.rs.gov.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.