Ex-presidente Michel Temer terá que voltar à prisão e deve se entregar hoje

FONTE: O SUL
A 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) revogou o habeas corpus que garantia a liberdade do ex-presidente Michel Temer. Ele está solto desde o dia 25 de março, por decisão liminar do desembargador Ivan Athié. Assim como o ex-presidente, João Baptista Lima Filho, conhecido como Coronel Lima, também voltará à prisão.

Relator do processo, Athié, foi o primeiro a votar, seguido pelo presidente do tribunal, desembargador Abel Gomes, e do desembargador Paulo Espírito Santo.

Outros seis envolvidos tiveram a soltura mantida:

O ex-ministro, Moreira Franco;
A arquiteta e mulher do coronel Lima, Maria Rita Fratezi;
O sócio do coronel Lima na Argeplan, Carlos Alberto Costa;
O diretor da Argeplan, Carlos Alberto Costa Filho;
O sócio da Construbase, Vanderlei de Natale;
O administrador da CG IMPEXCarlos Alberto Montenegro Gallo.

Defesa
O advogado de Temer, Eduardo Carnelós, falou com a imprensa, afirmando que o ex-presidente se apresentará espontaneamente, em cumprimento da ordem do Tribunal. “Seguramente, ele vai se apresentar amanhã [quarta-feira, 9]”, declarou Carnelós. A defesa solicitou que Temer possa se apresentar no dia seguinte á decisão, para evitar exposição extrema e “humilhação” com abordagem policial.
O profissional também lamentou a decisão, destacando acreditar que é uma injustiça, apesar de dizer que respeita os desembargadores. Carnelós ainda destacou que “dar o exemplo para a população”, como teria sido apontada a causa da prisão preventiva, não é motivo para a reclusão.
Em entrevista a jornalistas que aguardavam na frente da sua casa, em São Paulo, Michel Temer confirmou a palavra do advogado de que se apresentará à Justiça nesta quarta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.