Grenal se torna o segundo jogo com maior número de expulsões na história da Libertadores

FONTE: O SUL

O Grenal inédito na disputa da Copa Libertadores entrou para a história, mas como uma marca negativa. A partida marcada por confusões no minutos finais se tornou o segundo jogo com o maior número de expulsões. Oito jogadores, quatro de cada lado, foram advertidos com cartão vermelho após episódios de pancadaria.

O clássico 424 só ficou atrás da marca registrada entre Boca Juniors e Sporting Cristal. No encontro entre os times em 1971, a partida pela fase de grupos teve 19 jogadores expulsos, é o jogo com mais expulsões da história até aqui na competição sul-americana.

Na Arena, nesta quinta-feira, aos 40 minutos do segundo tempo, o jogo que estava se encaminhando para um empate em 0 a 0, se transformou em confusão generalizada no gramado, resultando em oito expulsões. A briga começou com um estranhamento entre Moisés e Pepê em uma dividida de bola, na lateral do campo. Após o lance, gremistas e colorados partiram para agressão que movimentou até o banco de reservas e a comissão técnica das equipes. Após a pancadaria, o árbitro Fernando Rapalini distribuiu cartões vermelhos: Luciano, Pepê, Paulo Miranda e Caio Henrique, pelo lado tricolor, e Victor Cuesta, Moisés, Praxedes e Edenilson, pelo lado colorado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.