Homem é morto a tiros durante discussão em frente a boate na Zona Norte de Porto Alegre

A Polícia Civil liberou na tarde dessa terça-feira (5) os dois envolvidos na morte de um homem em frente à casa noturna Dominó, Zona Norte de Porto Alegre. O incidente ocorreu de madrugada, quando um cliente do estabelecimento ameaçou taxistas com uma pistola e acabou baleado – o delegado de plantão considerou que não houve homicídio doloso, mas legítima defesa.

Mas a investigação prossegue. Já foram ouvidos depoimentos e agora são analisadas imagens gravadas por câmeras externas de segurança da boate, localizada na rua João Inácio próximo à Voluntários da Pátria (bairro Navegantes). Também é aguardado o laudo de necrópsia da vítima, extraoficialmente identificada como Gabriel Rodrigues, 31 anos.

De acordo com testemunhas, o desentendimento começou por volta da meia-noite, quando Gabriel chegou à boate com três amigos, a bordo de um automóvel. O motivo teria sido um abalroamento do veículo, de forma involuntária, em um táxis do ponto instalado próximo à casa noturna.

O quarteto entrou na casa noturna mas, ao sair (cerca de três horas depois), deparou com os mesmos dois motoristas com quem havia discutido. Uma nova troca de ofensas evoluiu para agressão física e um dos clientes envolvidos na briga sofreu um empurrão que o derrubou. Uma pistola que trazia à cintura também caiu sobre a calçada.

Gabriel tomou para si a arma, apontando-a para os motoristas. Nesse momento, dois homens também armados e que até então não participavam da confusão decidiriam interferir, sacando suas pistolas para obrigar o homem a parar com as ameaças. A situação saiu do controle e eles acabaram efetuando disparos que causaram o desfecho fatal.

Não foi informada a quantidade de disparos e nem se os atiradores – com idades de 35 e 36 anos – são policiais, seguranças ou profissionais de outra atividade compatível com o porte das armas-de-fogo. Suas pistolas, que estavam em situação regular, foram apreendidas para realização de perícia. A dupla aguardou no local a chegada da Polícia, depois foi detida, ouvida e liberada.

À tarde, os proprietários do Dominó Night Club se manifestaram por meio de nota nas redes sociais: “Conforme vem sendo noticiado na mídia local, na noite de ontem, lamentavelmente, ocorreu um homicídio em frente ao Dominó Night Club. Esclarecemos que o incidente não possui qualquer vínculo com o nosso estabelecimento. Reforçamos nosso compromisso com a tranquilidade e bem-estar de todos que frequentam nosso estabelecimento”.

Bares interditados

Fiscais municipais da capital gaúcha autuaram, nos últimos dias, ao menos três bares que realizavam atividades incompatíveis com seus respectivos alvarás. Em dois endereços – um no Centro Histórico e outro no bairro Partenon (Zona Leste) – foi constatada reincidência, motivando fechamento temporário, que poderá se tornar definitivo se não for providenciada a devida regularização.

Já o terceiro estabelecimento fica no Passo das Pedras (Zona Norte) e foi flagrado pela primeira vez em situação irregular. Recebeu, portanto, advertência e deve ser alvo de nova visita em breve. Qualquer cidadão pode contribuir para a prevenção e combate a esses e outros problemas, por meio do telefone (ou aplicativo) 156. O anonimato é garantido ao denunciante.

FONTE: O SUL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.