Morre o argentino Diego Maradona, um dos maiores jogadores da história do futebol

FONTE: O SUL
O argentino Diego Armando Maradona, um dos maiores jogadores da história do futebol mundial, morreu nesta quarta-feira (25) aos 60 anos. Ele sofreu uma parada cardiorrespiratória na sua casa em Tigre.

O ex-craque havia passado por uma cirurgia no cérebro, no começo deste mês, para drenar uma pequena hemorragia. Ele recebeu alta hospitalar oito dias depois.

Maradona foi campeão da Copa do Mundo de 1986, quando protagonizou lances históricos como o gol da “mão de Deus”, contra a Inglaterra. Ele também jogou as Copas de 1982, 1990 e 1994, quando foi pego no exame antidoping. Em 1990, Maradona e Caniggia fizeram a jogada que eliminou a Seleção Brasileira nas oitavas de final.

O ex-craque nasceu em 30 de outubro de 1960 em Lanús, na província de Buenos Aires, e era técnico do Gimnasia y Esgrima. Ele começou a sua carreira no Argentinos Juniors, clube onde foi revelado e atuou entre 1976 e 1981.

Logo depois, jogou um ano no Boca Juniors e se transferiu para o Barcelona, onde atuou entre 1982 e 1984. De lá, foi para o Napoli, na Itália, onde ganhou uma Copa da Uefa, dois Campeonatos Italianos, uma Copa e uma Supercopa da Itália.

Os argentinos afirmam que Maradona foi melhor do que Pelé. O brasileiro é considerado o melhor jogador da história do futebol. “Muitas vezes me dizem: você é Deus. E eu respondo: vocês estão equivocados. Deus é Deus e eu sou simplesmente um jogador de futebol”, afirmou o ex-craque em 1991.

O argentino deixa três filhas (Dalma, Gianinna, Jana) e dois filhos (Diego e Diego Fernando).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.