Motoristas de ônibus de Canoas entram em greve

FONTE: O SUL

Funcionários da empresa de transporte de ônibus de Canoas, a Sogal, entraram em greve na manhã desta quarta-feira (23) e nenhum coletivo saiu da garagem.

A paralisação é por conta da proposta patronal de parcelar as perdas salariais, sendo 5% retroativos à data-base (maio) e o restante pra completar os 8,34%, em dezembro. Os trabalhadores alegam que não receberam valores referentes ao 13º salário, horas extras e benefícios como tíquete alimentação.

Várias empresas da categoria já concederam reajustes repondo as perdas inflacionárias e até concedendo aumento real, mas o sindicato patronal, mais uma vez, cumpre o papel de ser intransigente na mesa de negociações, não atendendo o clamor daqueles que geram a riqueza de suas empresas.

Por meio de nota, a empresa declarou: “Estamos buscando de forma emergencial uma mediação junto ao ministério público do trabalho, na intenção de chegarmos a algum acordo com o sindicato dos trabalhadores, vale lembrar que está situação só reflete a dificuldade que enfrenta o transporte coletivo do Brasil inteiro, com exceção das cidades que possuem algum tipo de subsídio por parte do poder concedente”.

Em Canoas, o prejuízo do sistema de transporte coletivo acumula perdas durante esta pandemia na casa dos 15 milhões de reais, resultado da perda de passageiros que o sistema enfrenta pelos aplicativos de transporte e também pelas restrições impostas do distanciamento social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.