O consumo de gás natural veicular aumentou no Rio Grande do Sul

FONTE O SUL//O volume de GNV (gás natural veicular) vendido pela Sulgás no Rio Grande do Sul aumentou 23,88% em maio deste ano em relação ao mesmo mês de 2017. Foram comercializados 232.713 metros cúbicos diários. Essa é a maior marca alcançada nesse período desde 2012, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pelo governo do Estado. Mesmo com a greve dos caminhoneiros, as vendas superaram as do mês de abril em 4,1%.

A procura pelo serviço de instalação de kits de GNV nos veículos também aumentou no Estado. Oficinas especializadas no serviço relatam que houve um incremento de pedidos de orçamento em cerca de 300%. A fila de espera para a instalação, que era de duas semanas, passou para dois meses. A tendência também pode ser comprovada pelo número de acessos ao simulador de economia no site da Sulgás. A média de acessos era de 463 usuários únicos por mês e, em maio, esse número saltou para 894.

O site da companhia também dispõe de um recurso que permite ao usuário imprimir o resultado da simulação e enviá-lo para um e-mail da Sulgás. De janeiro a abril, foram recebidas, em média, 36 simulações por mês. Já em maio, foram 127, sendo 110 somente na segunda quinzena do mês.

Durante a greve dos caminhoneiros, 65 postos conectados à rede canalizada da Sulgás garantiram o suprimento de GNV para os motoristas. Após o término da paralisação, com o trabalho da Distribuidora Charrua, foi possível garantir o rápido retorno da entrega do produto aos clientes distantes da rede canalizada, conforme o governo gaúcho.

Gasolina

O Procon Porto Alegre realizou na sexta-feira (15) um novo levantamento de preços da gasolina comum, do etanol e do diesel em 40 postos de Porto Alegre. Os valores da gasolina comum variam de R$ 4,51 a R$ 4,829. Já os preços do álcool variam de R$ 3,899 a R$ 4,29. Quanto ao diesel-500, os valores variam de R$ 3,03 a R$ 3,59. Já o custo diesel-10 está entre R$ 3,13 e R$ 3,889.

Os consumidores podem incluir na pesquisa de preços do Procon Porto Alegre o posto mais próximo da sua casa. Para isso, devem contatar o órgão por meio do Twitter ou via mensagem inbox no Facebook enviando fotos. Devem constar também o nome do posto e o endereço. Empresários que desejarem incluir os seus estabelecimentos na pesquisa devem entrar em contato com o Procon.

Reclamações

Moradores da Capital podem registrar queixas pelo site do Procon ou na sede localizada na rua dos Andradas, 686, no Centro Histórico. São distribuídas diariamente 90 fichas de atendimento, das 9h às 17h. O Procon municipal também disponibiliza para a população uma loja no terminal 1 do aeroporto Salgado Filho, em funcionamento das 12h às 18h. O órgão é vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.