O Instagram estaria escondendo os likes apenas para aumentar o engajamento dos usuários

FONTE: O SUL

O Instagram começou em abril um teste que esconde dos seguidores a quantidade de likes que uma foto recebeu. A mudança foi divulgada como uma forma de garantir bem-estar aos usuários, mas o objetivo pode ter sido unicamente aumentar o engajamento na plataforma.

Segundo três ex-funcionários do Instagram ouvidos pela CNBC, a empresa acredita que, se as curtidas não ficarem públicas, os usuários estarão inclinados a postar mais fotos. Os relatos, feitos em condição de anonimato, contrariam declarações de representantes da rede social.

Em abril, durante o F8, conferência do Facebook para desenvolvedores, o chefe do Instagram, Adam Mosseri, relacionou a decisão de esconder as curtidas com o desejo da rede social de liderar “a luta contra o bullying online”.

É porque queremos que as pessoas se preocupem menos com o número de curtidas que estão ganhando no Instagram e gastem um pouco mais de tempo com as pessoas com quem se importam”, afirmou Mosseri, na ocasião.

Em outubro, durante uma conferência da Wired, o executivo voltou a tratar do assunto. “A ideia é tentar tirar a pressão no Instagram, torná-lo menos competitivo, dar às pessoas mais espaço para se concentrarem em se conectar com as pessoas que amam e com as coisas que as inspiram”.

“Nosso interesse em esconder curtidas realmente é apenas tirar a pressão do Instagram para jovens”, afirmou Mosseri em novembro no Twitter. Naquela ocasião, ele chegou citar as consequências que a medida poderia trazer ao engajamento.

“Isso provavelmente afetará o quanto algumas pessoas se envolvem no Instagram, provavelmente curtindo um pouco menos e postando um pouco mais, mas a principal coisa que estamos tentando aprender é como isso afeta o modo como as pessoas se sentem”, publicou.

Relatos confirmam suspeitas contra Instagram

A suspeita de que a decisão de esconder os likes tinha o objetivo de aumentar a interação dos usuários surgiu ainda em abril, quando o engajamento estava em baixa. O assunto, no entanto, nunca chegou a ser tratado publicamente pelo Instagram.

Os três ex-funcionários indicam que as equipes de crescimento e ciência de dados do Facebook, dono do Instagram, tinham em mente apenas o engajamento. Para a empresa, o fim das curtidas deixaria os usuários menos conscientes de que uma foto teve poucas curtidas e os faria publicar mais.

Com mais conteúdo, usuários passariam mais tempo rolando o feed e, consequentemente, o Instagram aumentaria sua receita com anúncios. Ao informar que deixaria de exibir curtidas, a plataforma indicou que a mudança não passava de um teste.

E, aparentemente, não há uma conclusão sobre o que acontecerá. Há alguns dias, a rede social voltou a exibir o número de likes para alguns usuários. “Iniciamos uma nova fase do teste para observar outras maneiras de exibir o número de curtidas e entender como isso afeta a experiência da comunidade do Instagram”, apontou uma nota da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.