O Mercado Público de Porto Alegre terá atendimento especial nesta Semana Santa

FONTE: O SUL

A partir desta segunda-feira (6) o Mercado Público de Porto Alegre oferecerá um atendimento especial para garantir a venda de peixes e outros produtos ao longo da Semana Santa, apesar das medidas restritivas de contenção ao coronavírus. Serão adotadas medidas de controle do acesso de pessoas ao mais famoso centro de compras da cidade e ampliada a higienização do local.

O plano foi definido em reunião entre representantes da SMDE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), Vigilância Sanitária e Ascomepc (Associação do Comércio do Mercado Público Central). Também ficou definida a organização de filas para evitar aglomerações, bem como o tabelamento de preços de alguns produtos.

As peixarias do Mercado Público poderão ser acessadas pelos portões localizados nas avenidas Júlio de Castilhos e Borges de Medeiros.

Com a possibilidade de ampliação no atendimento, estabelecida em decreto pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, as bancas funcionarão de segunda a quinta-feira no horário das 7h30min às 21h, ao passo que na Sexta-feira Santa os portões estarão abertos das 7h30min às 13h e no sábado das 7h30min às 21h.

“Além de reduzirem as chances de contágio por Covid-19, essas medidas agilizam o atendimento e asseguram o comércio com segurança para todos nesta Semana Santa”, explica o diretor de Fiscalização da SMDE, Denis Carvalho.

Confira, a seguir, os preços – tabelados – de alguns dos principais produtos (outras mercadorias estarão disponíveis, com valores variáveis conforme a variedade e qualidade.

– Filés de pescada, merluza nacional, tainha, traíra e pescadinha: R$ 24,90;

– Camarão da safra com casca: R$ 24,90;

– Peixes inteiros (tainha e corvina): R$ 14,90.

Já Feira do Peixe, um dos eventos mais tradicionais do calendário oficial da capital gaúcha, teve a sua 240ª edição cancelada, devido às medidas de contenção da pandemia de coronavírus determinadas pela prefeitura. O evento estava inicialmente previsto para esta semana.

A medida está amparada no decreto 20.534, que proíbe a realização de eventos em local fechado ou aberto, vias e logradouros públicos ou privados, independentemente da sua característica, condições ambientais, tipo de público, duração, tipo e modalidade.

“Lamentamos ter que cancelar a realização da Feira do Peixe, um evento tão antigo e tão tradicional na cidade, especialmente pela passagem da Sexta-Feira da Paixão na próxima semana. Apesar disso, temos certeza de que essa é a melhor forma de proteger pescadores e população diante da pandemia que estamos enfrentando”, explicou a SMDE.

Ampliação

Na sexta-feira, Marchezan editou um decreto que autoriza o comércio de produtos alimentícios do Mercado Público a abrir durante 24 horas, de segunda-feira a domingo, por meio dos sistemas de tele-entrega e “take away” (pegue-e-leve). Também está permitido que até 13 de abril as lojas de chocolates funcionem o dia todo para as compras de Páscoa, desde que sem filas e outras formas de aglomeração.

O prefeito também fez contato com a Agas (Associação Gaúcha de Supermercados) solicitando que os supermercados estendam o horário de funcionamento ou atendam 24h para evitar aglomerações, sempre com atenção às orientações de higiene.

“A solicitação ocorreu após denúncias de clientes sobre movimentação intensa nesses estabelecimentos”, explicou. “Nosso objetivo é dar mais opções de horário para que as pessoas não saiam às compras todas ao mesmo tempo. É mais uma forma de evitar o contágio do coronavírus.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.