Polícia Civil prende mais dois suspeitos do latrocínio de professora aposentada em Passo Fundo, no Norte do Estado

FONTE: O SUL
A Polícia Civil prendeu na manhã desta segunda-feira (05) em Passo Fundo, no Norte do Estado, mais dois suspeitos do latrocínio – roubo com morte – da professora aposentada Elsa Dipp dos Santos, 79 anos. O crime ocorreu no dia 12 de agosto.

Segundo a investigação, sete pessoas, incluindo duas mulheres, se passaram por cuidadores de idosos e profissionais de serviços gerais para se aproximar da vítima. Dois suspeitos já haviam sido detidos no dia do crime, e um ainda está sendo procurado.

A investigação está sendo realizada pelo delegado Diogo Ferreira, da Draco (Delegacia de Repressão de Ações Criminosas Organizadas) de Passo Fundo. Segundo ele, nesta segunda-feira foram detidos um homem e uma mulher apontados como os mentores do assalto seguido de morte.

Imagens de câmeras de segurança obtidas no dia em que a vítima foi assassinada mostram dois homens na casa da aposentada. Um deles foi preso em flagrante no mesmo dia, junto com um comparsa que estava com um carro roubado para levar objetos da residência da professora. Além de um veículo, eles roubaram diversos eletrodomésticos. O outro homem que aparece nas imagens ainda não foi identificado e segue sendo procurado.

Duas mulheres também estão sendo responsabilizadas pelo latrocínio, mas responderão em liberdade. Uma delas passou a ajudar nos últimos meses a vítima em trabalhos domésticos e, depois, a atuar como cuidadora da idosa. Aos poucos, ela teria acionado comparsas para reparos na casa e no jardim.

Conforme a polícia, eles já realizavam pequenos furtos na residência e também passaram a usar o cartão bancário da vítima para fazer saques indevidos, que totalizaram cerca de R$ 8 mil.

A investigação continua, e os nomes dos presos não foram divulgados devido à Lei de Abuso de Autoridade. Parte dos suspeitos integra a mesma família, como por exemplo, o companheiro, a filha e o genro da mulher que se passou por cuidadora da idosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.