Polícia Federal investiga grupo criminoso que teria movimentado R$ 5 bilhões na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai

FONTE: O SUL
A PF (Polícia Federal) investiga um esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro na fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A operação Cisplatina já apurou que o núcleo do grupo criminoso está localizado em Santana do Livramento, que fica ao lado da cidade uruguaia de Rivera.

Os agentes identificaram a evasão de cerca R$ 200 milhões em dinheiro, sendo que as movimentações financeiras operacionalizadas pela quadrilha alcançam o montante estimado de R$ 5 bilhões.

Na tarde dessa quarta-feira (16), mais uma fase da operação Cisplatina foi realizada com o cumprimento de dois mandados de prisão preventiva, oito mandados de prisão temporárias e um mandado de busca e apreensão, além do bloqueio de todas as contas bancárias registradas em nome de 19 pessoas físicas e jurídicas residentes ou sediadas na região fronteiriça. As medidas foram expedidas pela 7ª Vara Criminal da Justiça Federal em Porto Alegre.

De acordo com a Polícia Federal, a organização criminosa recebia em suas contas bancárias valores oriundos das mais diferentes regiões do país. Em seguida, sistemática e quase diariamente, o grupo operacionalizava o saque, o transporte e entrega dos valores em casas de câmbio e outras instituições financeiras do Uruguai. O trabalho investigativo terá prosseguimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.