Presidente russo recorda triunfo na Segunda Guerra Mundial para pedir vitória na Ucrânia

FONTE: O SUL

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, evocou nesta segunda-feira (09) o heroísmo soviético na Segunda Guerra Mundial para exortar seu Exército à vitória na invasão da Ucrânia.

Dirigindo-se a militares na Praça Vermelha no 77º aniversário da vitória sobre a Alemanha nazista, Putin condenou o que chamou de ameaças externas para enfraquecer e dividir a Rússia e repetiu seus argumentos para justificar a guerra com a Ucrânia, entre eles que a Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) estava criando ameaças às suas fronteiras.

Ele se dirigiu diretamente aos soldados que lutam na região de Donbas, no Leste da Ucrânia, que a Rússia prometeu “libertar” de Kiev. “Defender a pátria quando seu destino está sendo decidido sempre foi sagrado”, declarou. “Hoje, você está lutando por nosso povo em Donbas, pela segurança da Rússia, nossa pátria”, prosseguiu.

Putin não mencionou a Ucrânia pelo nome, não fez nenhuma avaliação do progresso na guerra e não deu indicação de quanto tempo pode durar o conflito. Não houve menção à sangrenta batalha por Mariupol.

Putin comparou repetidamente a guerra – que ele descreve como uma batalha contra perigosos nacionalistas “nazistas” na Ucrânia – ao desafio que a União Soviética enfrentou quando foi invadida por Adolf Hitler, em 1941.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.