Rombo da Previdência bate recorde e avança para R$ 318 bilhões

FONTE: O SUL

A Secretaria do Tesouro Nacional informou nesta quinta-feira (30) que o déficit previdenciário total no País atingiu R$ 318,441 bilhões em 2019, com alta de 10% frente ao ano anterior.

A quantia refere-se à soma dos rombos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), dos Regimes Próprios dos Servidores Públicos da União, do sistema dos militares e do Fundo Constitucional do DF.

Segundo dados do Ministério da Economia, o aumento do déficit previdenciário no País, de 2018 para 2019, foi de R$ 29 bilhões. O valor do rombo no ano passado foi o maior da série histórica.

No INSS, o rombo subiu de R$ 194,318 bilhões em 2018 para R$ 213,299 bilhões no ano passado, um crescimento de 9,8%. No caso dos regimes próprios dos servidores civis, o déficit aumentou de R$ 46,468 bilhões em 2018 para R$ 53,090 bilhões no ano passado. O crescimento, nesse caso, foi de 14,3%.

O rombo do regime dos servidores militares, por sua vez, avançou de R$ 43,853 bilhões para R$ 47,015 bilhões. A alta foi de 7,2%. Já o déficit do Fundo Constitucional do DF subiu de R$ 4,774 bilhões para R$ 5,037 bilhões. O crescimento foi de 5,5%.

Na avaliação do governo, o déficit da Previdência Social é o principal componente dos sucessivos rombos bilionários nas contas públicas.

Em 2019, o governo conseguiu aprovar mudanças nas regras de aposentadoria do INSS e de servidores públicos. O impacto da reforma da Previdência, porém, será percebido a partir de 2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.