São Leopoldo desenvolve projeto para aplicação dos recursos para o combate à Covid-19

FONTE: O SUL

A cidade de São Leopoldo desenvolveu um projeto para aplicação dos recursos que vem sendo recebidos pelo Ministério da Saúde no combate ao Covid-19. A Câmara de Vereadores aprovou na última quinta-feira, a abertura do crédito especial para aplicação do Plano de Investimentos dos mais de R$ 3 milhões que a cidade recebeu como parcela extra do Teto Mac-Atendimento de Média e Alta Complexidade, através do Fundo Municipal de Saúde para a ampliação e fortalecimento das ações de enfrentamento ao novo coronavírus.

Para o prefeito Ary Vanazzi o recurso é muito importante e será aplicado na aquisição de equipamentos, respiradores e estrutura de atendimento. “Vamos aplicar esses recursos de forma muito responsável para que a população receba essas melhorias e ampliação na capacidade de atendimento. Aqui tratamos com muita seriedade esse tema da pandemia. Ampliamos a testagem e temos muitos casos já confirmados,” destacou Vanazzi.

Pelo Plano de Investimentos de Atenção Especial Covid-19, a Fundação Hospital Centenário receberá R$800 mil para a aquisição de leitos, respiradores e demais compras, além de R$ 250 mil reservados para adquirir medicamentos conforme determinação de tabela do Ministério da Saúde.

Outros R$ 550 mil irão para aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) e material médico hospitalar – insumos e R$ 60 mil para contratação emergencial de técnicos de enfermagem e enfermeiros para a rede de saúde. Além disso, R$ 34 mil reais previstos para o pagamento de energia elétrica e internet do Centro Especial de Apoio ao Hospital Centenário Monte Alverne, R$ 111 mil para realização de Exames de Imagens e Laboratório e R$ 245 mil para contratação de 10 técnicos de enfermagem e 5 profissionais de enfermagem para o Centro Especial de Apoio ao Hospital Centenário Monte Alverne.

Ainda estão previstos investimentos de R$ 450 mil para a UPA Zona Norte, dentro da Operação Inverno-Covid-19 e R$ 800 mil para a aquisição de material permanente para a rede de saúde, através do Centro de Saúde da Feitoria, SAMU, Unidades Básicas de Saúde e Vigilância em Saúde.

Outros R$ 50 mil serão destinados para pagamento de testes de coronavírus que estão sendo realizados pelo Laboratório da Universidade Feevale juntos com cerca de R$ 1 mil para entidades que irão realizar a confecção de máscaras de tecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.