Depois de três anos, começa julgamento de homem que matou padre em Tapera

FONTE: O SUL
O julgamento de Jairo Paulinho Kolling começou hoje (24) em Tapera, ele é acusado de matar o Padre Eduardo Pegoraro, e tentativa de feminicídio contra a companheira em maio de 2015. O homem invadiu a casa paroquial Nossa Senhora Rosário de Pompeia e atirou contra os dois por acreditar que eles mantinham um relacionamento amoroso.

Segundo testemunho, o padre havia mandado uma mensagem para o celular da esposa de Jairo. O conteúdo da mensagem era referente aos horários das aulas de violão, ministradas pela esposa de Jairo, para os seminaristas. No final da mensagem, o padre escreve: “um grande abraço e um beijo”, isso foi o suficiente para Jairo deduzir que os dois teriam um relacionamento amoroso.

Jairo é acusado de homicídio consumado, duplamente qualificado (motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima) e por homicídio tentado, triplamente qualificado (motivo fútil, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima e por ter sido cometido contra mulher em razão do sexo feminino).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.